Uma estrangeira no mundo

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Deus, me dê coragem para ir na Expomamon


Amanhã começa oficialmente mais uma Expocristã em São Paulo, que vai até dia 13 de setembro, no Expo Center Norte. Sobre a “maior feira de produtos e serviços para cristãos da América Latina”, segundo seu slogan, escrevi um artigo há pouco tempo atrás.

Pois bem, não queria ir ao evento por ele ser quem ele é, um culto a Mamon disfarçado de oportunidade de se adquirir produtos para evangelização e crescimento espiritual. Realmente o único produto que necessitamos adquirir para isso é a Bíblia Sagrada, que traz todas as instruções, mas o capitalismo demoníaco se infiltrou nas igrejas, atiçando empresários empreendedores a explorar cada vez mais o a cada dia maior público evangélico, ávido por novidades que impulsionem sua vida espiritual. Não à toa floresce todo o tipo de doutrina, modismo e método nas igrejas. É como se a Bíblia estivesse ultrapassada, ou tivesse uma linguagem de muito difícil entendimento (a verdade: são muitas páginas e dá preguiça de ler e ter que meditar sobre), o que favoreceria um mercado de livros, cd’s, dvd’s, roupas gospel, mobiliário, amuletos e tudo o mais que possa nos aproximar de Deus de forma mais rápida e eficiente. Visando a fabricação e venda desses produtos, muitos empresários estão fazendo fortuna, “graças a Deus”.

Eu não queria ir na Expomamon. Apesar de ser contra o comércio que se faz das coisas de Deus, há materiais que são importantes e edificantes. Há livros e autores que precisam ser lidos, há cd’s de verdadeiros adoradores, há dvd’s com pregações genuínas em meio à tanta bobagem gospel vendida. É como no mundo secular, tem produto para todo o tipo de comprador. A Bíblia nos basta, mas é interessante ler o que outros homens e mulheres de Deus pesquisaram. O problema é achar as preciosidades em meio a tanta coisa feita apenas para aproveitar o modismo do momento e para encher os bolsos dos seus autores e editoras.

Eu não queria ir na Expomamon. Ir ao evento é ter a chance de dar de cara com líderes que pregam heresias, como a teologia da prosperidade e outras, dando autografos e sendo aclamados como os “bons”, quase como ídolos gospel. Ir ao evento é ver as fãs histéricas gritando nos shows musicais, é ver candidatos a políticos em 2010 dando abraços e sendo recomendados pelos pastores das denominações, é ver que o Evangelho se reduziu a um método de conquista financeira para uns poucos, em detrimento da maioria manipulada cristã. É ver que, embora constantemente citado no lugar, Jesus não estaria ali, pois se estivesse praticamente todos os estandes e palcos seriam revolvidos, numa espécie de redemoinho ou terremoto, sinalizando o que Cristo fez há mais de 2.000 anos atrás. É saber que Mamon está lá dançando e se divertindo em meio aos “crentes”, que em troca de vitória financeira são capazes de dar tudo o que têm, mas que não são capazes de se ajudar uns aos outros, pois isso não traz a promessa de benefício nenhum.

Eu não queria ir na Expomamon. Não queria sofrer ao ver tantos iludidos com o capitalismo gospel, com a mercantilização da fé, com a atual venda de indulgências na forma de “ofertas voluntárias aos homens santos que fazem milagres”. Não queria ver esse triste espetáculo, mas por outro lado não acho que, ficando em casa, possa resolver alguma coisa. Mas também ir por ir não adianta nada, se for para eu ir tem que ser por uma boa causa: a de denunciar essa corrupção da Palavra de Deus.

Mas quem sou eu? Quem somos nós? Por que achar que podemos fazer justiça, se quem faz a justiça é Deus?

Não sei se vou na Expomamon, pois minha vontade real é a de estender uma faixa denunciando as heresias, como unção financeira a R$ 900,00, porém eu faria isso por vontade própria, não por ter buscado a Deus em oração.

Não sei se vou na Expomamon, é mais certo que eu não vá. Se eu for, que seja para dar algum bom testemunho, mesmo que para apenas um anônimo da longa fila de entrada.

Anúncios

8 comentários em “Deus, me dê coragem para ir na Expomamon

  1. assad
    07/09/2009

    Graça e paz a vc irmã estrangeira e também aos visitantes do blog. Como é incrivel o “poder” de falta de conhecimento! não é atoa que oséias já alertava na época do velho testamento, o povo é destruido por falta de conhecimento(Os4.06) Aqui mesmo em minha cidade, goiania, tem um setor de atacado de jeans aonde eu mesmo ja trabalhei no ramo de “saias moda evangélica” nossa como agente “se acha”pensando que está fazendo a “obra de Deus”, porém quando vamos para os “bastidores da coisa” ai muda tudo, quanta safadeza e deslealdade eu mesmo tendo nascido e criado no comércio, nunca tinha visto tanto “esquema” de irmãos nas compras e vendas de jeans, e tanta enfase em DESTRUIR o ímpio, era algo totalmente desleal, sem dizer que as “marcas santas” por ser de “irmãos” evangelicos tem um precinho pra la de caro! que até mesmo marcas como as mais famosas do mercado perdem e perdem longe, mas é claro vc ta comprando uma calça ou saia de marca “consagrada” a “jesus”e com certeza o dízimo já foi embutido no custo final,meu Deus, quantas coisas erradas e tristes eu presenciei, carretas de jeans roubadas, mas o povo ta pouco ligando pra isso, vamos comprar e ganhar em cima,pois somos dizimistas, e Deus vai “honrar” os dizimistas, dou glórias e mais glórias a DEUS por chutar o balde e sair do meio disso, pois a depressão que eu sentia era algo gigantesco, e também tinha as “simpatias gospel” dia que o movimento tava fraco lia-se algo nos salmos para “espantar” o inimigo, mas ler para ter comunhão e intimidade com Deus e aprender da sua palavra era algo fora de cogitaçao, e também tinha o tal de jogar sal, “ungir” com óleo “consagrar” a marca e por ai vai não era atoa que muitos novos convertidos me dizia irmão é tudo parecido com o que a gente já faz rsrs…expocristã, rave-cristã,balada gospel,carnaval dos crentes etc. E como as palavras daquele irmãozinho que levei a igreja ficaram marcadas na minha mente “nossa” é tudo igual mesmo! FOI o suficiente para Deus me dizer olha vc ta na contra-mão rsrs… É a luta continua rsrs…vazei.

    Curtir

    • Estrangeira
      09/09/2009

      Glória a Deus por tê-lo libertado do mercado gospel!!! Cá para nós, mas esse negócio de ungir e jogar sal grosso parece mais obra de macumbaria gospel… A gente brinca, mas a realidade é triste, estamos paganizando o evangelho, estamos ensinando um falso Cristo, estamos amarrando as almas a dogmas e rituais, inutilizando totalmente a cruz. Pois é, a luta continua, e vai ser looooonga… :-))) Fique na Paz!

      Curtir

  2. Silvinha
    08/09/2009

    Paz!
    li esse txt no Bereianos e vim rever esse blog.
    concordo com o txt e com o Assad tb. os tais crentes fizeram e fizeram até que conseguiram criar um mundo à parte, onde não se misturam com pessoas de outros credos, onde só as igrejas que tem milagres e programas na TV é que são as boas, onde o fiel tem de frequentar uma denominação, senão é desviado… 😡
    o Evangelho não é esse monte de regras a serem seguidas, mas o poder de Deus em cada um dos que aceitaram o sacrifício da cruz.
    [ ]´s e continuem na Paz!

    AH!
    linkei seu blog ao meu. se vc quiser retribuir, agradeço muito 🙂
    boa semana!

    Curtir

    • Estrangeira
      09/09/2009

      Oi, Silvinha, obrigada por comentar! Visitei seu blog e gostei muito, já o adicionei à minha listinha, fique na Paz!!!

      Curtir

  3. José
    09/09/2009

    Uma coisa que eu acho errado é a cobrança de ingressos para visitar a Expocristã. No início, a feira era gratuita; no ano passado, os ingressos custavam R$ 7,00, sendo que neste ano aumentaram para R$ 10,00. O índice de inflação no Brasil de um ano para outro não foi tão alto para os ingressos subirem tanto.

    Ora, se o objetivo da feira é a venda de produtos, o consumidor tem que pagar para poder consumir?

    Curtir

    • Estrangeira
      13/09/2009

      Ih, José, o objetivo da feira, além da venda de produtos (lucro para os donos dos estandes) é o de dar lucro para a empresa EBV Eventos, que organiza a feira e publica os catálogos de compras gospel Consumidor Cristão e Igrejas. Aí, para aumentar o lucro, aumenta-se em 30% de um ano para o outro o acesso à feira.

      Fique na Paz!

      Curtir

  4. Alan Capriles
    09/09/2009

    A Expocristã é a maior evidência do cumprimento desta profecia:

    “E muitos seguirão as suas práticas libertinas, e, por causa deles, será infamado o caminho da verdade; também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme.” (2 Pedro 2:2-3 RA)

    … como se vê, agora que se cumpriu esta palavra, o juízo não tarda. O cálice da ira de Deus está prestes a transbordar.
    Mais do que nunca, precisamos apregoar o verdadeiro evangelho de Cristo. Há muitos crentes precisando de conversão.

    Curtir

    • Estrangeira
      13/09/2009

      É verdade, Alan, há pressa na pregação do VERDADEIRO Evangelho, no desmascaramento dos falsos profetas que agem em nosso meio enganando a milhares. Que Deus levante homens e mulheres com a ousadia dos profetas do AT e dos apóstolos e pais da igreja, pois a volta do Senhor está próxima e Sua Igreja precisa estar ataviada.

      Adicionei seu blog à minha listinha, parabéns pelo trabalho!!!

      Fique na Paz…

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: