Uma estrangeira no mundo

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

E se Jesus fosse neopentecostal?


Se Jesus fosse neopentecostal, não venceria satanás pela palavra, mas teria o repreendido, o amarrado, mandado ajoelhar, dito que é derrotado, feito uma sessão de descarrego durante 7 terças-feiras, aí sim ele sairia. (Mt 4:1-11)

Se Jesus fosse neopentecostal, não teria feito simplesmente o “sermão da montanha”, mas teria realizado o Grande Congresso Galileu de Avivamento Fogo no Monte, cuja entrada seria apenas 250 Dracmas divididas em 4 vezes sem juros. (Mt 5:1-11)

Se Jesus fosse neopentecostal, jamais teria dito, no caso de alguém bater em uma de nossa face, para darmos a outra; Ele certamente teria mandado que pedíssemos fogo consumidor do céu sobre quem tivesse batido pois “ai daquele que tocar no ungido do senhor” (Mt 5 :38-42)

Se Jesus fosse neopentecostal, não teria curado o servo do centurião de Cafarnaum à distância, mas o mandaria levar o tal servo em uma de suas reuniões de milagres e lhe daria uma toalhinha ungida para colocar sobre o seu servo durante 7 semanas, aí sim, ele seria curado. (Mt 8: 5-13)

Se Jesus fosse neopentecostal, não teria multiplicado pães e peixes e distribuído de graça para o povo, de jeito nenhum!! Na verdade o pão ou o peixe seriam “adquiridos” através de uma pequena oferta de no mínimo 50 dracmas e quem comesse o tal pão ou peixe milagrosos seria curado de suas enfermidades. (Jo 6:1-15)

Se Jesus fosse neopentecostal, ele até teria expulsado os cambistas e os que vendiam pombas no templo, mas permaneceria com o comércio, desta vez sob sua gerência. (Mt 21:12-13)

Se Jesus fosse neopentecostal, nunca teria tido para carregarmos nossa cruz, perdermos nossa vida para ganhá-la, mas teria dito que nascemos para vencer e que fazemos parte da geração de conquistadores, e que todos somos predestinados para o sucesso. E no final gritaria: receeeeeeebaaaaaa! (Lc 9:23)

Se Jesus fosse neopentecostal, ele teria sim onde recostar sua cabeça e moraria no bairro onde estavam localizados os palácios mais chiques e teria um castelo de verão no Egito. (Mt 8:20)

Se Jesus fosse neopentecostal, Zaqueu não teria devolvido o que roubou, mas teria doado seu ao ministério. (Lc 19:1-10)

Se Jesus fosse neopentecostal, não pregaria nas sinagogas, mas na recém fundada Igreja de Cristo, e Judas ao traí-lo não se mataria, mas abriria a Igreja de Cristo Renovada.

Se Jesus fosse neopentecostal, não diria que no mundo teríamos aflições, mas diria que teríamos sucesso, honra, vitória, sucesso, riquezas, sucesso, prosperidade, honra…. (Jo 16:33)

Se Jesus fosse neopentecostal, ele seria amigo de Pôncio Pilatos, apoiaria Herodes e só falaria o que os fariseus quisessem ouvir.

Certamente, Se Jesus fosse neopentecostal, não sofreria tanto nem morreria por mim nem por você… Ele estaria preocupado com outras coisas. Ainda bem que não era.

Se Jesus fosse neopentecostal, não teria prendido satan, mas pisado na cabeça dele por mil anos com sapato de fogo

Fonte: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=14452493&tid=5637281225318380538&na=1&nst=1 

Comentário da Estrangeira:

Se Jesus, em sua vinda, agiu totalmente contrário aos ensinamentos de denominações neopentecostais, essas igrejas e lideranças têm ensinado heresias, e inclusive arrecadado milhões com a desculpa de “evangelizarem em nome de Jesus”. Porém, Jesus dizia que quem O seguia fazia as mesmas obras que Ele, e que muitos que diziam Senhor, Senhor! não entrarão no Reino dos Céus.

Isso é muito grave!!!

Significa que muitos que se dizem cristãos não o são de verdade, por aceitarem ensinos contrários aos de Cristo. Pensam serem salvos, mas estão seguindo os ensinos do evangelho de Mamom, o evangelho do entesouramento de riquezas e sucesso aqui na terra. Isso significa que muitos, até com o coração puro, estão financiando ministérios que, no final, levarão muitos à perdição eterna.

Citar o nome de Jesus não significa pregar a Jesus Cristo, o Filho de Deus. O verdadeiro seguidor de Cristo faz e ensina aquilo que Ele fazia. Jesus nunca buscou riquezas ou sucesso pessoal, dava a outra face, cuidava dos órfãos e das viúvas e de todos os que se chegavam a Ele.

Infelizmente, vivemos num momento em que a igreja se irmanou com o mundo, e por isso busca suas ferramentas e seu conforto. A igreja, em boa parte, se conformou com o mundo, negando o ensino do apóstolo Paulo (Rm 12.2), ao invés de ser sal e luz, de dar gosto e iluminá-lo. Por isso, muitos olham a igreja, no geral, como algo corrupto e que busca apenas seus próprios interesses, tornando ainda mais difícil a aproximação dos incrédulos.

Está na hora dos de coração puro abrirem seus olhos para essa triste realidade espiritual: a de que, em nome de Jesus, muitos estão sendo enganados.

12 comentários em “E se Jesus fosse neopentecostal?

  1. Denise Di Fonseca
    06/08/2011

    Muito bom, Raquel! Já linkei ná no Face para divulgar seu post! Estou te seguindo no Twitter, o meu é @clamorsalvacao

    Visite meu último post: http://clamordesalvacao.blogspot.com/2011/08/eu-psiquiatria-e-biblia.html

    Comente, sua opinião é muito bem-vinda por lá!

    Deus abençoe vc e toda sua família!

    Curtir

  2. Irmão Josef
    08/08/2011

    Ótimo texto! Realmente se ele fosse neopentecostal ele não dispensaria as crianças sem levar o tênis delas…

    Como faremos para pregar o evangelho Puro e Simples para quem viu um vídeo como esse ?

    Curtir

  3. Pedro
    08/08/2011

    Gostei muito deste seu texto, realmente toca muito

    eu comecei um blog a algun tempo e era antes apenas para conter meus textos e poemas, mas vendo seu blog e alguns outros Deus tocou no meu coração pra que eu tbm me colocasse na luta contra os hereges e os adoradores de mamom, tbm me tornei um blogueiro apologetico para que eu seja pequeno e Cristo cresça em mim

    Que Deus te abençoe

    Curtir

  4. Alcir Filho
    12/08/2011

    “Clap, clap, clap” (som dos aplausos).

    Apoiadíssimo!

    Curtir

    • è isso aí amados ! não devemos nos calar e confrontar esses caixeiros viajantes da Palavra de Deus (2 Co 2:17)
      Divulguem este vídeo ! è uma gota no oceano mercadológico mas, os seus não serão enganados…abs no real amor do SALVADOR JESUS.

      Curtir

  5. Ed
    16/08/2011

    Otimo artigo! Realmente fico triste em ver no que se transformou a igreja de cristo. Ou melhor, igreja do mundo. Que o espirito santo nos dê discernimento para sabermos o que é a palavra de Deus, e o que é a vã palavra do homem! Amém

    Curtir

  6. poliana
    16/09/2011

    Vi o seu texto em um outro blog que postou a fonte achei muito bom. Que o senhor lhe conserve assim e continue lhe usando mais e mais.

    Curtir

  7. ygo
    15/10/2011

    gostei… eu estou no meios dos neopetecostais mais não quero mais ficar sei q esta errado tenho medo de perder minha salvação… muito bom isso!!!!!!

    Curtir

  8. bruno da rocha
    13/12/2011

    não devemos julgar mas amar, e dar o exemplo praticando o bem todos os dias.

    Curtir

  9. quero Parabenizar, esses lindos comentários, na verdade o que esta faltando é ler Abíblia, dai entra essas teorias errônia no meio do povo de Deus, e fica ganhando espaço enganando as pessoas carente de salvação, como eles pode entender o que Jesús disse em Mateus, c,16 e v, 26 o que aproveitaria o homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua Alma, no mesmo livro c,6 e v,33 Jesús disse Buscai primeiro o Reino de Deus e sua Justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. eu não vejo eles orando, mas hora cantando e hora orando, como que é isso mesmo?, no mesmo tempo, no mesmo livro de Mateus no c, 8 e v, 20 Jesús disse a um certo homem que queria seguilo, que as raposa teem covís, e as aves do céu tem ninhos, mas o Filho do Homem não tem a onde reclinar a cabeça, e dai somos nós melhor doque o Senhor Jesús?, precisamos usar mais a Mídia para mostrar mais esses absurdos

    Curtir

  10. JACY PAULO DA SILVA JUNIOR
    05/01/2012

    Dentro desta triste realidade lembro de Provérbios 10:29 O caminho do Senhor é fortaleza para os retos; mas é destruição para os que praticam a iniqüidade.
    Presbítero Jacy Paulo AD UBERLÂNDIA

    Curtir

  11. gerson
    12/08/2012

    ALIENÍGENA
    Sou um alienígena no mundo eclesiástico. Só como alienígena posso legitimar minha presunção de me comunicar com uma “estrangeira” de motivos tão peculiares e pertinentes. Sim, não sou pastor, não sou padre. Sou um intransigente cultor da Bíblia, que já me provou conter a palavra de Deus.
    Muito me interessa o assunto pentecostal porque ele recorda a grande messe do Espírito.
    Não quero contradizer sua linguagem, apenas emitir um conceito ao usar a expressão pseudopentecostal, porque o próprio pressuposto do chamado neopentecostalismo é uma antítese do que ocorreu no dia de Pentecostes imediatamente seguinte à crucificação.
    O “Pentecostes” de hoje busca fundamento em línguas e milagres. Vejamos o que ocorreu naquele então e o que a Bíblia diz de milagres.
    No capítulo 2 do livro dos Atos dos Apóstolos, no verso 5, lemos que “habitavam em Jerusalém judeus, homens piedosos de todas as nações que há debaixo do céu.” E nos versos 9 e 10 cita mais de dez nacionalidades.
    Jesus havia incumbido os apóstolos de fazer “discípulos de todas as nações” (Mateus 28:19.
    Eis o impasse! A impossibilidade absoluta: de que forma, homens “iletrados e indoutos” (Atos 4:13) iriam ensinar a tão grande variedade de estrangeiros? Então Deus transformou o difícil em fácil, o impossível em possível. Não há relato de que os discípulos sentissem que estavam falando outro idioma senão o seu, o Aramaico, os outros é que os ouviam falarem “na própria língua em que nascemos” (Atos 2:8). No atual movimento de glossolalia, ou como seria mais correto xenoglossia (barafunda, no melhor do vernáculo ou zorra, na gíria) …. ocorre o contrário: estão reunidos pessoas do mesmo idioma, de repente alguém começa a falar palavras estranhas a qualquer idioma do mundo. O que é possível se torna impossível. O contrário do que Deus faz. Naquele dia “todos ouvimos falar na nossa própria língua”. É, pois, biblicamente falso. Não houve necessidade de interprete!
    Quando falo isto me dizem que estão falando a língua dos anjos. Qual é a língua que os anjos falam? Sempre a língua das pessoas a quem se dirigiam. Foi assim com Abraão, com Jacó, com a mãe de Sanção, e com todos com quem falaram até João, no Apocalipse. Paulo trata do falar em línguas com interpretes, mas a situação é outra, que podemos estudar noutra ocasião.
    MILAGRES
    Jesus, várias vezes recomendava a Seus beneficiários não divulgar o milagre (Mateus 8:14; 9:30; 12:16). Os taumaturgos ou milagreiros de hoje insistem em divulgar seus embustes na imprensa ou em faixas como “Aqui um milagre espera por você” ou “Grande cruzada de fé e milagres” etc.
    Não há qualquer registro de venda de milagres em toda a Bíblia. Pelo contrário, quando Simão tentou subornar Pedro, foi severamente repreendido por este. (Atos 8:18 e 23).
    A verdadeira fé dispensa o milagre. Pode-se dizer isto com base na experiência dos três jovens hebreus no campo de Dura registrada em Daniel 3. (ver os versos 17 e 18).
    De fato, mesmo milagres genuínos podem ocorrer sem intervenção de fé da parte de quem os recebe. É o caso do servo do centurião, do homem nas galerias do tanque, da viúva de Naim, (seu filho não podia exercer fé. Estava morto, mas ela sim) e vários outros.
    Milagres podem ter origem em Deus, no sugestionamento e no diabo.
    Em Mateus 7:21 e 23, no flagrante de sua volta, Jesus repele milagreiros e pregadores que usaram Seu nome nas arruaças sobrenaturais e frenesi que promovem. Usaram sim o nome Jesus, mas isso é apenas uma emoção que batizaram com este nome. É sintomático que o Senhor os ignora dizendo que praticam a iniquidade. Esta palavra no original, antinominia, significa avesso, inimigo ou contrário à lei. Quase que sistematicamente esses milagreiros não observam a lei de Deus, nem se incomodam com o procedimento das pessoas, muitas vezes causa de seus problemas, como Jesus fazia ao dizer: “Vai e não peques mais”.
    É digno de notar-se que os rabinos consideravam o Pentecostes, ou festa das semanas, como aniversário de quando a lei fora dada no Sinai.
    Definindo o movimento: contrafação.
    ger-per@hotmail.com

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: