Uma estrangeira no mundo

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Desafio do Malafaia 5: a Resposta aos desvarios da prosperidade, à luz da Bíblia


Leia também:
Desafio do Malafaia 4
Desafio do Malafaia 3
Desafio do Malafaia 2
Desafio do Malafaia 1

Profunda tristeza e indignação. Esses foram sentimentos que inundaram meu ser desde a manhã do último sábado, dia 2 de junho, após assistir à pregação do Pr. Silas Malafaia. Essa pregação foi amplamente anunciada semanas antes, juntamente com um desafio aos blogueiros e sites cristãos, para que encontrassem nessa mensagem erros e heresias. O tema: Uma vida de prosperidade.

Sinceramente imaginei que o Malafaia aproveitaria para fazer uma mensagem bíblica, sem os ranços da Teologia da Prosperidade que aprendeu de gente como Morris Cerullo e Mike Murdock. Pensei que faria uma boa mensagem, tentando se desvencilhar de unções financeiras por R$ 900,00, salvação de toda a família por R$ 1.000,00 e a quitação da casa própria pelo preço de uma prestação dada ao seu ministério.

Mas não. Na mensagem tão propagandeada como sendo irrepreensível à luz das Escrituras, sendo motivo de um desafio de tolo (pois não passou de uma jogada de marketing, já que o Malafaia, em momento algum, disse que proporcionaria espaço para que seus críticos dessem sua opinião, ficando, no final, apenas sua a palavra na TV), o pastor disse apenas mais do mesmo. As mesmas heresias, os mesmos enganos antes ensinados por seus professores americanos.

No vídeo a seguir colocamos toda a mensagem, de forma corrida, mas com as intervenções que refutam inverdades ali ditas como sendo de Deus. Algumas das pérolas:

– Malafaia pega partes de versículos de 2 Coríntios 9, para dar à oferta qualidades como algo glorioso, com grande força espiritual, capaz de fazer milagres e através da qual Deus é obrigado a nos recompensar;

– Como usa apenas pedaços de 2 Coríntios 9, Malafaia espertamente omite os pedaços onde se explica essa passagem. Não diz que as ofertas levantadas pela igreja de Corinto estimularam outros a também ofertar. Porém, as ofertas não foram para o Templo, ou para nenhuma instituição eclesiástica. As ofertas eram para o socorro dos pobres (algo que, se dito, colocaria por terra os intentos malafaianos de aumentar a arredação para o seu império ministério;

– Numa clara demonstração de desconhecimento das Escrituras e das regras elementares de interpretação da Língua Portuguesa, Malafaia diz: “A Graça é favor IMERECIDO de Deus. (e depois) A oferta tem o poder de chamar a Graça de Deus ao ofertante”. Ora, como algo imerecido, dado sem merecimento de quem o recebe, pode ser atraído ou chamado por causa de ofertas ou de qualquer outra coisa???

Essas e outras contradições podem ser vistas no vídeo a seguir. Infelizmente, muito poucos terão acesso a esse vídeo, enquanto milhões terão acesso à versão do engano, através da rede mundial de TV do dito pastor. Isso tudo foi orquestrado, pois no mesmo dia em que foi veiculada a mensagem, chegou às bancas uma entrevista do Malafaia nas páginas amarelas da revista Veja. Tudo para iludir as massas, para mostrar o tal pastor como vitorioso, acima do bem e do mal, dono de si e de todo o mundo evangélico.

De todo, não. Há um remanescente entre os evangélicos, que não aceita qualquer vento de doutrina sem verdadeiramente “duvidar, criticar e determinar”. Essa expressão, muito usada por Malafaia nessa pregação (na tentativa de demonstrar aquiescência com o julgamento dos crentes à sua doutrina) não foi suficiente para esconder a prepotência, arrogância e intolerância que esse homem tem em relação aos que não pensam segundo sua falsa cartilha. Aos que ousam “duvidar, criticar e determinar” que seus ensinos estão em desacordo com as Escrituras, Malafaia diz: “Panacas, bandidos, Manés”, entre outras coisas tão amáveis quanto.

A boca diz aquilo do que está cheio o coração. Que Deus abra os olhos deste homem, que um dia até pregou o Evangelho de Jesus Cristo, mas que, maravilhado com a grandeza das igrejas dos EUA, hoje está totalmente entregue ao evangelho de Mamon.

E que Deus abra os olhos e os ouvidos do Seu povo, para que sejam como os de Beréia e aceitem apenas aquilo que realmente está de acordo com a Palavra.

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

Para não dizer que não falei das flores: o verdadeiro sentido de Prosperidade Cristã encontra-se em 2 Coríntios 8 (o Malafaia só citou deste capítulo o versículo 12, que cabia em seus interesses)

“Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus dada às igrejas da macedônia; como em muita prova de tribulação houve abundância do seu gozo, e como a sua profunda pobreza abundou em riquezas da sua generosidade. Porque, segundo o seu poder (o que eu mesmo testifico) e ainda acima do seu poder, deram voluntariamente. Pedindo-nos com muitos rogos que aceitássemos a graça e a comunicação deste serviço, que se fazia para com os santos. E não somente fizeram como nós esperávamos, mas a si mesmos se deram primeiramente ao Senhor, e depois a nós, pela vontade de Deus.” – 2 Coríntios 8:1-5

A VERDADEIRA PROSPERIDADE CRISTÃ CONSISTE EM, APESAR DE NOSSA POBREZA, AINDA TERMOS CONDIÇÕES E AMOR SUFICIENTE PARA PROVER OS QUE SÃO MAIS POBRES DO QUE NÓS (este é o verdadeiro milagre da multiplicação de Deus na vida dos Seus filhos).

O SENHOR DA SEARA SEJA LOUVADO SEMPRE.

Anúncios

16 comentários em “Desafio do Malafaia 5: a Resposta aos desvarios da prosperidade, à luz da Bíblia

  1. Welandro
    04/06/2012

    Mais uma vez a bíblia acerta: Só Jesus para guiar os passos da Igreja!

    Abraços a todos e abaixo a teologia de “fantochear Deus”.

    Curtir

    • nay santos
      10/02/2016

      tinha um vídeo no youtube em que ela e contra a teologia da prosperidade ele rasga o verbo como tá na bíblia pregava a sa doutrina mas se deixou corromper pelo dinheiro e também adotou a tal teologia agora em vez de pregar a doutrina de Deus prega a doutrina de satanás que ofereceu a jesus cristo todo um reino com todas as riquezas do mundo que jesus rejeitou mas as pessoas que são seguidora deste falso profeta aceitarame vivem por ela.

      Curtir

  2. Antonio
    04/06/2012

    I) Por que a ênfase na prosperidade, hoje, quando todos deveriam estar se preparando para o encontro com Jesus?

    O relógio de Deus está muito acelerado, o momento decisivo para todos se aproxima (Mt 24:33).

    Mas, muitos cristãos estão sendo distraídos com mensagens e sermões visando a prosperidade, sendo, assim, conduzidos por seus líderes a pensarem como o mundo materialista e a desejarem as coisas materiais deste mundo, deixando de lado o principal, Jesus, este sim o Verdadeiro Tesouro escondido no campo (Mt 13:44) e a Verdadeira Pérola de grande valor (Mt 13:46).

    Caso esses cristãos não voltem todas suas forças para se prepararem para o arrebatamento ao encontro com o Esposo Jesus (I Ts 4:16-17), provando seu amor de Esposa guardando seus mandamentos (Jo 14:21 e Ap 3:10), correm sério risco de, não sendo levados com a igreja de Jesus, ficarem nesta Terra sob o juízo do Anticristo. Perceberão tarde demais que pregavam valores totalmente contrários às Escrituras, apresentando o Evangelho como se este fosse um manual para se obter riquezas, quando a Palavra, contrariamente, dispõe que não se pode servir às riquezas e ao Senhor ao mesmo tempo.

    Se não houver mudança urgente de conduta, as lamentações serão maiores que as constantes no livro de mesmo nome escrito por Jeremias. Pois já se vê no horizonte o tempo de maior angústia e tribulação desde a fundação do mundo e nem tampouco haverá outro igual, segundo o próprio Jesus (Mt 24:21).

    Na contramão da Palavra Profética, a ênfase dos falsos profetas disfarçados de pastores tem sido posta na teologia da prosperidade, em como ser bem-sucedido. Líderes se voltam para o ouro do altar e não para o altar que santifica o ouro, adotando as práticas dos fariseus (Mt 23:18-20). Não há dúvidas, está em formação e consolidação a igreja de Laodicéia – a que Jesus se referiu no Apocalipse – a qual se considerava rica e de que nada tinha falta, tendo sido, entretanto, severamente advertida por Jesus que, devido à ambigüidade dessa igreja em querer ser de Deus e do mundo, seria vomitada da boca do Senhor, pois esse ensino voltado para o materialismo deste mundo com rótulo de cristianismo causa náuseas no Altíssimo (Ap 3:14-18).

    Ora, tais líderes se encontram tão cegos que não conseguiram enxergar o óbvio das Escrituras: quem não for arrebatado somente poderá manter seus bens se receber a marca do Anticristo, porque os atos de comprar e vender bens dependerá do pagamento de impostos, o que só será possível para aquele que tiver a marca da besta (Ap 13:16-18). E aquele que receber a marca da besta, que será obrigatória na Grande Tribulação, será terrivelmente afligido pelas sete taças da ira do Deus Todo-Poderoso, conforme descrito em Ap.16, sendo, ao final da Grande Tribulação, morto pelo Senhor Jesus (Ap 19:11-21) e, em seguida, lançado no inferno e no lago de fogo (Ap 14:9-11).

    Em resumo: se não for arrebatado e aceitar a marca, passará todos os bens ao ditador, ao Anticristo, e ainda será derrotado por Jesus (Salmo 2:9) e condenado.

    II) PARA QUEM SERÃO DEPOSITADAS AS RIQUEZAS DE CADA UM

    De acordo com a Bíblia, este será o caminho das riquezas deste mundo, nestes tempos finais:

    1) após o arrebatamento, todas as riquezas – inclusive as dos líderes da “teologia da prosperidade” – irão, gradativamente, para o Anticristo, que as distribuirá para seu grupo (Dn 11:39);

    2) Na metade dos sete anos, as riquezas deste mundo já estarão concentradas nas mãos desse grupo (que terá todas as informações sobre as posses de cada um pelos dados pessoais contidos no chip ou biochip introduzido naqueles que aceitarem a marca) (Ap 13:16-18);

    3) A partir da metade dos sete anos, as riquezas, que antes se consolidaram nas mãos do Anticristo e de seu grupo, vão passar a serem gradativamente minadas e destruídas pelo derramamento da ira do Senhor Jesus nos últimos 3 anos e meio (Ap 16:10-11);

    4) Ao final destes últimos 3 anos e meio, o Anticristo e todos os que receberem a marca serão aniquilados pelo Senhor Jesus (II Ts 2:8). Neste momento, novamente, mudará todo o eixo de riquezas do mundo, pois, no Reino de Jesus, que é eterno (Dn 7:18), aos arrebatados, que com Ele voltarão (Ap 19:14; Jd14-15), estão assegurados o Poder Político na Terra (Ap 2:26-27), a partir do trono do Rei (Ap 3:21) e o Poder Econômico (Ap 21:7);

    5) Desta forma, a tão propalada prosperidade só será real e efetiva para os arrebatados, ou seja, para os salvos, que não serviram Mamom, mas somente ao Senhor Jesus.

    6) Assim sendo, aquele que está correndo atrás de Mamom – conforme prevê a teologia da prosperidade – não será arrebatado, pois não pode servir a dois senhores (Mt 6:24). E se ainda quiser garantir sua prosperidade através da marca da besta, após o arrebatamento, será aniquilado e lançado no inferno, ao final da Grande Tribulação (Ap 14:9-11).

    Amados, o caminho da prosperidade certamente não é o de Mamom, o verdadeiro deus da teologia da prosperidade, não é o do investimento em negócios, nem o do mercado de capitais, pois, conforme as Escrituras, todas as cifras do mundo serão depositadas ao Senhor e a seus arrebatados ao final de um breve período de 7 anos. Assim sendo, o único caminho da prosperidade é o da humildade e da santificação (Hb 12:14), negando este mundo (I Jo 2:15-17) e suas ofertas e mirando na obediência incondicional à palavra de Deus (Ap 3:10), para, então, participar do arrebatamento e, assim, ter assegurado o direito a todas as promessas registradas pelo Senhor nas Escrituras.

    Ao contrário de tantos líderes que somente falam em prosperidade e dinheiro, Jesus adverte em Mt 6:19-21:

    19 Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam;
    20 mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consumem, e onde os ladrões não minam nem roubam.
    21 Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.

    Amados, essa teologia da prosperidade que está sendo pregada em muitos templos não é o Evangelho de Jesus Cristo que, como vimos, ensinou exatamente o contrário.

    Para quem for sábio: confie no Senhor Jesus, pois Ele bem sabe que as Escrituras, cujo cumprimento está perto, já revelaram para quem serão depositadas as riquezas de cada seguidor de Mamom, o verdadeiro deus da teologia da prosperidade:

    “A riqueza do pecador [Anticristo e os seguidores de Mamom, por meio da Teologia da Prosperidade] é depositada para o justo [arrebatados ao retornarem à Terra junto com Jesus]” (Pv 13:22).

    Que Deus os abençoe.

    Curtir

  3. No que depender de mim, meus 369 amigos (até agora) do Facebook ficarão sabendo disso, assim como todos os demais que acessarem meu perfil, já que o compartilhamento será público. Não podemos permitir que nossos irmãos em Cristo continuem sendo enganados.

    Curtir

  4. janer777
    05/06/2012

    As pessoas ainda verão , mesmo que demore.
    Pois o que eles dizem não acontece.
    Já vi inúmeros revoltados por causa do fato de que “deram” e não receberam.

    Pegar a bíblia e falar interpretando a bel prazer.
    Ate na lei dos homens é possivel vc justificar um criminoso e deixá-lo em liberdade
    se um advogado que nas entrelinhas pegar o que lhe favorece.

    Justificar atitudes pela biblia ate o diabo faz isto e melhor que o Malafaia.

    Pra onde vai tanto dinheiro?
    Para os pobres?
    Deus precisa mesmo de tamanha fortuna pra Sua obra continuar?

    Deus fez com que o evangelho fosse pregado ao mundo inteiro em dois anos, sem internet, sem rádio nem tv.
    Boca a boca.
    Ele diz que se as pessoas calarem as pedras clamam.

    Mas hoje se vc não doar, da forma como os lobos pedem vc ja não esta praticando a palavra.(Só rindo)

    Como já disse antes há um problema também nas pessoas.ELAS querem o que eles oferecem.
    Elas tem responsabilidade nisto.Muitos estão a procura não de Deus mas somente do q Ele possa vir a oferecer…

    Curtir

  5. Sônia Luiza
    05/06/2012

    Meu marido semeou tamarino enquanto esteve na igreja do Silas Malafaia, semeou tanto que passamos necessidades e privações, e porque só depois que ele saiu da igreja do pr Silas foi que recebeu as bençãos de Deus? porque que meu esposo não recebeu as bençãos e prosperidade enquanto esteve lá durante tantos anos de semeadura, somente depois que saiu.., então aquele solo não é fértil concordam comigo? Deus honrou as ofertas voluntárias do meu esposo porque foram de coração independentemente do Silas e suas influências, porém somente qdo saiu de lá aí sim que fomos muito abençoados. O que entendi é que aquele solo não é fértil (a não ser para a liderança e seus bolsos) e o que meu marido semeou Deus o recompensou mas não lá. Meus esposo sempre foi fiel nos dizimos ofertas durante anos não faltava a nenhum culto ia do trabalho direto para a igreja, era conhecido pelos pastores e qdo saiu até hoje NINGUÉM veio fazer uma visitinha para saber o por que que ele saiu. Só querem é a lã e a gordura das ovelhas, cães gulosos cafetões da prosperidade guiando a igreja no espírito da idolatria.
    Deus tenha misericórdia.

    Curtir

  6. Paulo Roberto
    05/06/2012

    E eu pensando que ele iria mostrar alguma coisa da bíblia para justificar a teologia, bom, é só fazer uma leitura atenta em 2 Corintios 9 para ver que não tem nada que justifique esta doutrina diabólica…

    Curtir

  7. murilo010795
    06/06/2012

    Melhor parte da “pregação” : Gente que fica trabalhando no emocional pra tomar do povo!
    Falou tudo por si só!

    Curtir

  8. Jefferson Rodrigues
    06/06/2012

    Essa “mensagem” do Silas foi simplesmente um texto fora do contexto! E ainda quer ser o Papa Gospel, infalivel e inerrante! Vegonha plena. Convido aos irmãos a verificarem uma pequena analise que fiz do texto de 2 Cor 9.6.
    Em Cristo, Jefferson Rodrigues.

    Vejam a postagem em: http://historiacomcristo.blogspot.com.br/2012/06/resposta-uma-falsa-teologia-das.html

    Curtir

    • Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo, (Fp 3:18)Cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas. (Fp 3:19) O mala com o seu “time” são uns abutres carniceiros…abs sinceros atodos de Beréia. Atos 17:11

      Curtir

  9. Adeilton
    07/06/2012

    O profeta Jeremias disse:”Eu sei,ó Senhor,que não cabe ao homem DETERMINAR o seu caminho…”(ARA).
    Quem é esse Silas Malafaia para determinar bençãos?

    Curtir

  10. Alexandre Carneiro
    07/06/2012

    Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância.
    Tito 1:11

    Curtir

  11. Luís
    08/06/2012

    Vera,

    Amém, pela análise bíblica, a nossa oração é que o Espírito Santo continue lhe usando. Me pareceu que a pregação do sujeito também é ecumênica, pois ele faz uma ligação das ofertas (obras) com o favor imerecido de Deus (salvação), mas todos nós sabemos que as obras não salvam e fazem parte da nossa obrigação como novas criaturas ajudar aos mais necessitados principalmente os irmãos na fé e quem ensina que as obras salvam são os espíritas incluindo os católicos espíritas disfarçados de cristãos.

    Curtir

  12. Laudinei
    13/06/2012

    Fico feliz pelos 1.762 acessos a este video de resposta ao Mala. E pelas mais de 37.000 pessoas que curtiram a resposta do Leonardno do blog “bereanos”

    Curtir

  13. daniel anibal franco
    14/06/2012

    Ouvi isto de um humilde vendedor de peças/motorista [mas atuante em sua Ig] irmão atuante na IG.EV. PENT. RESTAURAÇÃO VIDAS: disse ele: IRMÃO DANIEL, ESSE SILAS,- VALDEMIRO, – ESTEVAM E/SM SONIA, MACEDO, E OUTROS MAIS, NÃO ACREDITAM EM DEUS, TÃO SOMENTE APROVEITAM DE SEU PODEROSO NOME PARA ANGRARIAR DINHEIRO PARA SI, PRIMEIRO USAM DA IGREJA OU MELHOR DE TEMPLOS, E VINDO ATRAVÉS DELES, PROVADO ESTA QUE TODOS SÃO RIQUISSIMOS, POSSUEM MANSÕES DE LUXO, VIAJAM SEMPRE AO EXTERIOR [E ATÉ COM DINHEIRO DENTRO BIBLIA…] VENDEM CARNE [ISTO DEIXOU SILVIO SANTOS MILIONÁRIO E DÁ LUCRO], PORTANTO IRMÃO DANIEL ELES NÃO PREGRAM O VERDADEIRO EVANGELHO DA BIBLICA O PURO INSTITUÍTO POR JESUS, VER ELES NA TV É PURO PERDA DE TEMPO, ETC…Depois batemos uma longa conversa sobre “este título”, achei muito interessante pois Deus fala muito através dos humildes e principalmente daqueles são fiéis e com fé falam dÊle e de seu Reino. Dai pela frente sempre em meditação e estudo este irmão tem plena razão e assim passei a meditar e orar. Que Deus tenha piedade dessas vidas, abraços, Daniel Anibal Franco

    Curtir

  14. Wal
    03/02/2016

    Por que será que as pessoas gostam tanto da mentira , esses impastores trazem cada asneira nesses picadeiros e as pessoas abraçam a heresia como se fosse o último suspiro de vida .
    Merecem o engano que ao engano procura …. Jesus na sua volta , não nos deixa aqui com esses apóstatas …

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: