Uma estrangeira no mundo

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

O “Festival Promessas” que você não viu na telinha da Globo


2012-12-08 20.33.25Hoje à tarde a Rede Globo apresentou o programa Festival Promessas, de cerca de uma hora de duração, num dos horários mais ingratos da televisão brasileira: sábado à tarde.

Ora, se como alguns sonham os evangélicos estão com a “bola toda” na Globo, por que essa emissora não mostrou o especial gospel num horário mais atrativo, como após a novela das nove? Muitos estão achando que a Globo está se dobrando para os evangélicos, quando na verdade essa emissora está apenas dando umas migalhas em troca da fidelidade comercial do público-alvo em questão. Para se ter idéia da “importância” do horário, o Festival Promessas competiu diretamente com a enésima reprise do desenho Pica-Pau na Record.

2012-12-08 17.24.02Os evangélicos estão mesmo com moral na Globo, não é?

Se segundos pagos a peso de ouro (quase 80 mil reais por 30 segundos de propaganda) é indício de moral com a Globo, os pastores Juanribe Pagliarin e Rodovalho estão com tudo, pois gastaram altas quantias para terem a “honra” de ver seus produtos gospel anunciados na Vênus Platinada.

Enquanto isso, dezenas passam fome bem pertinho das igrejas desses e de outros senhores.

Mas enfim, estivemos na gravação do Festival Promessas em São Paulo. Ficamos de frente a uma das entradas, com nossas faixas estendidas. E foi uma grande bênção.

Muitos vieram perguntar o porquê das faixas, e tivemos a oportunidade de explicar que não somos contra a música, mas contra a comercialização do Sagrado, o uso de Deus como propaganda visando lucro pessoal, contra artistas gospel (pastores e cantores) que só pregam ou cantam com pagamento de cachê.

2012-12-08 17.23.56Ora, se queremos justificar nossos shows como local para a pregação do Evangelho, não é contraditório lucrar com essa pregação? Onde vemos Jesus e os apóstolos, ou mesmo os profetas, ganhando dinheiro em cima da Palavra de Deus?

O que eu vejo, quando leio a Bíblia, é o contrário. Vejo Jesus usando de poucos pães e peixes e comendo tudo sozinho, já que Ele é o pastor e tem que estar bem fisicamente para pregar a Palavra.

Minto. Eu não vejo isso, mas muitos pastores e artistas gospel não só vêm, como usam isso como justificativa, já que precisam do dinheiro em nome de Jesus para se manter.

O que realmente vejo é Jesus dividindo poucos pães e peixes com a multidão que O ouvia. Vejo Jesus dividindo o que não tinha, e não pedindo para quem o assistia para que Lhe desse uma porção do que tivesse.

Quando paramos para pensar que há artistas gospel cobrando 30 mil reais para “louvar”, e ainda se achando o “maior ministro de louvor”, é caso para choro e ranger de dentes. É fim de mundo gospel.

2012-12-08 17.37.12Muitos dos que nos abordaram no Festival Promessas entenderam essa mensagem. Alguns até desistiram de participar do $how. Outros, porém, ficaram pensativos. E outros mais nos chamaram de “ridículos” e coisas do tipo, afinal, como evangélicos, tinham todo o direito de “se divertir” ali.

Uma questão nos indignou: “onde fica o livro de Amós?”, perguntou uma moça que nunca tinha visto tal livro na Bíblia. Como ela, quantos sabem que existe Amós, ou mesmo que existe o final dos capítulos cujos versículos isolados são lidos na pregação dominical?

A seguir, cenas que não apareceram no Festival Promessas da Rede Globo. Precisamos nos voltar para Cristo e Sua Palavra, precisamos diminuir para que Ele cresça. Pena que essa lição os artistas gospel só entenderão quando se deixarem seguir a Cristo e morrer verdadeiramente para este mundo.

 

2012-12-08 17.52.232012-12-08 17.58.03Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

25 comentários em “O “Festival Promessas” que você não viu na telinha da Globo

  1. Parabens pelo trabalho de concientização, Deus ama aqueles que voluntariamente lutam por justiça. Fiquem na paz

    Curtir

  2. Noemia Botelho
    17/12/2012

    aposto que essas mesmas pessoas que protestam, usam tablet’s durante suas pregações, bem como outros aparelhos de última geração e vem aqui falar em pão e peixe, sermão na montanha etc…. estamos em outra época! isso me cheira a “inveja santa” (será que existe?), ora deem então tudo o que é de vcs aos pobres, a esses que passam fome como estão dizendo na reportagem e deixem esses crentes de luxo ganhar o dinheiro deles!!! Se não tem oportunidade! reclamam, se tem! reclamam – se é a novela da globo: SALVE JORGE! querem boicotar, se é os próprios “irmãos” também querem boicotar! puxa pra mim isso só tem um nome: INVEJAAAAAAAA!!!!

    Curtir

  3. renatomes
    19/12/2012

    SHALOM YHWH ,Foto de festa em família, publicada por Ana Paula Valadão, causa polêmica nas redes sociais devido a gesto considerado satânico http://noticias.gospelmais.com.br/familia-valadao-polemica-gesto-satanico-46489.html

    Curtir

  4. teste
    20/12/2012

    Cobrando 30 mil reais??? isso é mixaria se comparado o que já ouvi…. afff

    Curtir

  5. raquel maia
    20/12/2012

    Naõ concordo, vcs estão julgando, ao inves de ficar aí com essas faixas, vai pregar?Afinal o que Deus deixou de mais justo é que cada um vai prestar conta de seus atos, e outra coisa, é melhor se informar primeitro, pq ate que eu sei , quando eles cantam huma igreja naõ é cobrado, mas quando o evento é cobrado ingresso e tens fins lucrativos eles cobram sim, acho mais do que justo

    Curtir

  6. Nivaldo Pecegueiro
    20/12/2012

    concordo plenamente com a “CAUSA” porém infelizmente enquanto existir essa TEOLOGIA de que uma vez salvo, SALVO para sempre e que o necessário para a salvação é somente levantar a mão e dizer eu te aceito JESUS, como se ele precisasse de nós, afinal ele é um coitadinho que quer salvar a todos, Ai então surge um batalhão de pessoas que aceitam a JESUS porem não querem compromisso nenhum com ele , e não pode ver um movimento com belas canções e gente bonitinhas na condução que logo estão aplaudindo e balançando o esqueleto e se derramando não sei em quê (Lev 10:1,2) Esses movimentos estão querendo levar fogo estranho para o altar do SENHOR, infelizmente. pergunte para os cantores que estiveram nesse evento se eles LOUVAM/MINISTRAM sem seus MEGAS caches?, ou se eles sentam e assistem o culto até o final, ou simplesmente após cantarem entram em seus carros e queimam o chão após vosso espectáculo. bando de MERCENÁRIOS, que DEUS tenha misericórdia deles. Fico pensando de como será essas igrejas daqui á uns 20 anos se CRISTO não voltar, estarão dançando FUNK e dizendo que as coisas mudaram os tempos são outros.

    Curtir

  7. Junia
    20/12/2012

    Interessante, quando assisti ao show na TV, tive a sensação de estar assistindo a um show qualquer: cantores chamando a atenção para si mesmos, com alguns excessos. Salvou-se a simpatia e humildade de Cassiane.

    Curtir

  8. Renan
    20/12/2012

    Concordo plenamente com o artigo e vejo, com tristeza, o quanto o evangelho tem sido apenas motivo de comércio em meio àqueles que se dizem professar a fé daquele que ‘não tinha sequer onde repousar a cabeça’.
    No entanto, é fato que o trabalhador é digno de seu salário e, assim como qualquer outro membro da sociedade, pastores, cantores e qualquer outra pessoa do ramo ‘evangélico’ têm suas necessidades e, sem hipocrisia, precisam de dinheiro. Tenho tentado refletir sobre o assunto e acho propício levantar a questão: qual o limite entre ser digno de um bom salário por um trabalho bem feito, e se usar do sagrado para fins comerciais de torpe ganância?
    Por favor, não usem o argumento de ‘só Deus sabe do meu coração’ ou ‘só Deus pode julgar’, pois esse contexto não cabe aqui, uma vez que a Bíblia é clara em dizer que ‘pelos frutos, conhecereis as árvores’.
    A paz do Senhor a todos.

    Curtir

  9. Aerton Oliveira
    20/12/2012

    É triste ter que pregar a palavra para um irmão em Cristo, cego por causa de palavras de líderes que pregam seus próprios pensamento e desejos e não os de Jesus!

    Curtir

  10. Levi Custódio Liberato
    20/12/2012

    muito bom. Boa iniciativa de esclarecimento e despertamento!

    Curtir

  11. O Capitão
    23/12/2012

    Irmãos vocês não estão sozinhos. Este evangelho facilitado, comemora 50 milhos de evangélicos no Brasil, porém nenhuma mudança é visível. Crentes que se esquecem que o evangelho promove mudança e não show. Criticas viram, na maioria sem fundamento na palavra de Deus, pois e fácil dizer que “o evangelho esta sendo pregado” mas pergunto: a que preço?

    Jesus nunca se corrompeu, e levou o evangelho, levou salvação, levou amor sem vender a alma ao inimigo.

    Reflitam sobre o Salmo 137, onde o povo escolhido preferia morrer a ter que cantar seus louvores em festas pagãs.

    Vou divulgar esta matéria no nosso blog, acrescentando mais uma visão critica a nossa matéria- http://www.diariodebordo.net.br/2012/12/festival-promessas-porque-os-crentes.html?m=1

    Deus abençoe

    O Capitão

    Curtir

  12. dennys augusto
    23/12/2012

    essas pesssoas q estavam levando faixas e placas de protesto ja q nao iam participar do evento deviam ir a outros lugares como favelas e cracolandias pregar o evangelho ao inves de fazer bagunça

    Curtir

  13. Jorge
    29/12/2012

    Eu concordo que hoje em dia o que mais há é o comércio no meio da igreja. No entanto acredito que se formos tomar a fundo esse assunto, essa discussão deva ir bem, mas BEM mais além. Diante de Deus não existe pecadinho nem pecadão, então o cara que cobra R$ 1.000,00 diante de Deus está no mesmo balaio que o que cobra R$ 40.000,00 para um evento qualquer… Dai eu entro num outro questionamento, na maior parte das igrejas o único que é remunerado mesmo é o pastor, o resto da igreja via de regra faz por amor suas atividades no templo. Eu pergunto, quanto desses pastores remunerados teríamos ainda se não ganhassem um centavo da igreja? Será que muita das vezes nosso ingresso pro $how nos templos não está sendo pago de uma forma sutil que nem nos apercebemos? Qualquer pessoa remunerada na obra deve entrar no mesmo balaio já que o conceito quantitativo de muito ou pouco é totalmente relativo.

    Curtir

    • Kacrist ina
      02/01/2013

      Um reino dividido contra si mesmo não subsiste. Se somos realmente crentes não acusaremos ninguém, pois esta função é exercida pelo nosso adversário. Se julgamos que algum irmão está no erro, oraremos por ele para que o Senhor restaure sua visão. Com a medida que julgarmos, seremos julgados também. Que o Senhor nos abençoe e santifique.

      Curtir

  14. Gabriel Ribeiro
    07/01/2013

    Essa Jovem que tá filmando e explicando a manifestação é muito fraca de bíblia, precisar ler mais minha irmã… Pelo visto essa turma é contra o dízimo!!! Vão estudar a bíblia queridos!!! Tenham fundamentos sólidos para criticar.. Entendi a manifestação e em parte concordo, mas temos que ser realistas que no mundo que vivemos tudo tem um custo, se a Globo paga pra turma cantam que bom!!! Mais sabemos que a turma do plin plin nunca perde… então… tem muita coisa por trás!

    Curtir

  15. Saulo Elizeu
    15/01/2013

    Ninguém viu esses caras no dia, protesto com argumentos baratos… insignificantes!

    Curtir

  16. Saulo Elizeu
    15/01/2013

    Vou comentar de novo pois não estou aguentando… em um dos comentários diz que estão “lutando por justiça”!!! kkkk Para mim, querem aparecer tanto quanto os cantores que julgam… sorry. SLo

    Curtir

  17. Vanessa Moreno
    15/02/2013

    Nossa!! Que alívio! Pensei que eu era a única que achava estranho esse negócio de “vender” o Louvor e outras coisas mais..
    Mas os grandes culpados não são os “artistas” e “ídolos”. Afinal, só tem mercado pq tem consumidor, não é verdade?

    Piadas à parte, estamos fazendo exatamente cmo nos tempos de Jesus, quando Ele derrubou as bancas de comércio nas portas do templo. Estamos nos entregando à preço de nada, à evangelhos do EU, aos nossos próprios interesses, enquanto há pobres, doentes, órfãos e viúvas precisando de socorro!

    Absurdo esse comércio deslavado!

    Curtir

  18. Danilo Lima
    08/04/2013

    rsrs eu acho muito engraçado as pessoas que falam da exploração da musica gospel mas nao sabem que famílias inteiras vivem da profissao da musica gospel e estes mesmos profissionais seriam ainda mais duramente criticados caso resolvessem exercer a profissao nos bares e tocar no domingo a noite na igreja “porque trevas nao convivem com a luz, e blah blah”. Esses mesmo críticos nao fazem ideia de quanto custa um instrumento musical e nem os custos de uma gravacao. Em países mais DESENVOLVIDOS, o músico cristão é justamente reconhecido como profissão. Um dia a gente chega lá…

    Curtir

  19. parabens,não é inveja é só comparar esses lixos,cães gulosos com jesus cristo/ igreja primitiva/suas pregações,,Sr danilo lima leia a biblia,ef:5:19,cantavavam salmos,canticos espirituais á Deus ,e davam graça em tudo,esses anticristos,cadê a igreja primitiva,que vcs nunca comparam com as igrejas atuais,abortos da natureza,pelo fim da musica gospel,dos templos,e outras coisas tbm

    Curtir

    • Danilo Lima
      09/05/2013

      renato edilson, se voce ler bastante sobre a igreja primitiva, verá que as famílias que viviam só para a igreja, viviam disso, ou seja, músicos, responsáveis pela limpeza, organização, etc. Hoje, por uma questao puramente cultural brasileira, somente os pastores recebem salários. Nos EUA, que é outra cultura, os músicos vivem disso, dentro das igrejas. É absolutamente hipócrata pensar que músico só pode ser trabalho voluntário, senao, todas as profissões deverão fazer o mesmo pela igreja. Existe faculdade de música, sabia? Pra que? Pra nao ter direito de sustentar sua família com o trabalho digno da música? Essa romantização da igreja primitiva é totalmente descabida, uma vez que é totalmente diferente dos tempos de hoje, inclusive a sociedade como um todo. Se formos por esse lado da igreja primitiva entao, vamos acabar com as faculdades de teologia e salários dos pastores ok? Elabore um pouco melhor as suas respostas. Abs.

      Curtir

  20. vanessa é só compara as igrejas atuais,de todas as religiões,com a igreja primitiva,ai vc vai ver se são de DEUS,alis,quantas pregações esses ladrões de pastores falam jesuscristo/reino/igrejaprimitiva/todo o dinheiro é para os necessitados da igreja e os pobres

    Curtir

  21. capitão,e salmos,por que não é cantado pelas igrejas atuais,aborto da natureza,cancerosos,picaretas,e de novo é só comparar,nas calhordas igrejas evangélicas,católicas,macumba,espirita e outras,nunca se falou da igreja primitiva,um estudo completo,por que?

    Curtir

  22. Jorge tobia pavão
    28/10/2013

    Quem cobra para fazer a obra de DEUS, independente da quantia não passa de mercenário, essa estória de que precisam se sustentar não passa de conversa fiada, se precisam se sustentar vão trabalhar como todo mundo trabalha, pois a obra de DEUS geralmente é feita à noite nos cultos, então tem o dia inteiro para trabalhar, a realidade é que eles gostam de dormir até meio dia, comer do bom e do melhor às custas do povo de DEUS, e não pensem que sou leigo no assunto, pois também sou PASTOR e trabalho 6 horas por dia no meu trabalho, e sobra tempo suficiente para cuidar das coisas de DEUS.
    O que falta para esses mercenários é terem vergonha na cara e temor de DEUS. Que JESUS tenha misericórdia dessas criaturas(não vou chama-los de filhos porque filhos verdadeiros não fazem isso.)que se aproveitam do amor e da humildade do rebanho de Jesus para explora-los, mas a recompensa deles virá, pois Jesus disse: “EIS QUE CEDO VENHO, PARA RECOMPENSAR A CADA UM, SEGUNDO AS SUAS OBRAS.”

    Curtir

    • d. Lima
      31/10/2013

      Bem limitada sua visao Jorge. Se o cara é musico por profissao (inclusive filiado a OMB) e se converte, vai ter que aprender a fazer outra coisa? Musica eh um servico, que a igreja e principalmente os pastores (fazendo generalizacao como voce gosta de fazer), nao gostam de pagar pela prestacao desse servico. Enquanto isso, o mundo esta remunerando muito bem outros profissionais para difundir valores nao-cristaos. A igreja nao mete as caras para pregar para o mundo atraves da musica justamente por conta de visoes limitadas. Eh claro que existem folgados na musica crista, assim como existem pastores tambem. Mas nao eh por isso que devemos ser injustos e colocar todos no mesmo balaio. Que Deus nos ajude a analisarmos melhor as coisas e sermos mais equilibrados antes de disseminarmos a discordia nos blogs e redes sociais. Existe gente serio queria trabalhar na musica crista, enquanto isso, o Diabo vai fazendo a festa, contando com a ajuda de outros cristaos ne rsrs…

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: