Uma estrangeira no mundo

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

31 de Outubro – Dia da Reforma Protestante (ou de se pensar em uma nova Reforma?)


blog150Se as escolas de inglês, a 25 de Março (em São Paulo) e muitas escolas no Brasil já estão enfeitadas com o tema do Halloween  – ou dia das bruxas – a se comemorar na próxima sexta-feira, dia 31/10, para os cristãos protestantes essa data tem outro significado: é o dia que se escolheu para comemorar a Reforma Protestante, movimento histórico-religioso que se opôs aos ensinos da Igreja de profissão católica, dominante até então. Esse movimento, além de trazer a liberdade de reflexão sobre os ensinos bíblicos – cujo estudo até então era proibido para o povo – , fez com que a própria Igreja Católica revisse certos pontos, culminando com a Contrarreforma.

E hoje? Será que, como cristãos, deixamos de ser levados por quaisquer ventos de doutrina e passamos a simplesmente seguir o Mestre?

Vejamos o contexto da Igreja na época da Reforma e a realidade de muitas igrejas nos dias de hoje:

1) Imoralidade e corrupção do clero católico: os sacerdotes ditos cristãos eram nomeados para cargos mais altos na Igreja não por mérito, mas por seu grau de riqueza e/ou pertencimento à famílias nobres e influentes. Muitos sacerdotes tinham várias mulheres e filhos bastardos (nicolaísmo), crimes eram efetuados, mas tudo sob a cobertura do poderio eclesiástico. Ao povo não havia o direito de denunciar as atrocidades dos sacerdotes, sob pena de se tornarem inimigos da igreja e, assim, serem torturados e mortos.

2) Simonia, ou seja, a venda de privilégios em nome de Deus: conquista de vitória financeira, bênçãos, cargos eclesiásticos, salvação, objetos sagrados, etc. Como se trata de instituições religiosas, o termo “venda” é substituído por “ofertas”, dando um aspecto voluntário a uma prática que é ordenada aos fiéis (ou dá a oferta no valor X e recebe de graça um pedacinho do osso de S. Pedro, que tem o poder de lhe dar o perdão de todos os pecados, ou então vá queimar, quando morto, no mármore do inferno).


Igreja do Evangelho Quadrangular Templo dos Anjos plagiando a campanha da Igreja Plenitude do Trono de Deus – O Apóstolo (?) Agenor Duque está sabendo disso?

3) Indiferença com os necessitados: a Igreja acumulava bens, ficava cada vez mais rica, com posse de mais terras e mais tesouros, e enquanto isso o povo passava fome e necessidades, sem ter nenhum cuidado, contrariando os ensinos de Cristo, para quem a Igreja deveria sempre estar ao lado dos mais necessitados, sendo sal e luz para o mundo.

4) A Igreja católica se considerava herdeira da autoridade Romana, podendo intervir na política, legitimar o poder temporal e cobrar impostos.

Há uns 2 anos, peguei um táxi onde havia uma Bíblia aberta no Salmo 91. Conversa vai, conversa vem, pelo linguajar do motorista constatei que deveria ser evangélico pentecostal ou neopentecostal. Eis a conversa:

– O senhor é protestante?
– O que???
– Desculpe-me, o senhor é evangélico?
– Ah, sim! Sou evangélico a X anos!

Casa de um cristão no Iraque - foi marcada com o símbolo que significa em português N, de Nazareno. Essa casa, a essa altura, já foi tomada pelos muçulmanos. Oremos pela família que morava ali e pelos demais, mártires cristãos em pleno século XXI.

Casa de um cristão no Iraque foi marcada com o símbolo que significa em português N, de Nazareno. Essa casa, a essa altura, já foi tomada pelos muçulmanos. Oremos pela família que morava ali e pelos demais mártires cristãos do século XXI.

Saí do táxi aturdida e profundamente triste. Afinal, esse senhor evangélico e muitos outros que frequentam igrejas toda a semana por esse país afora estarão lançando atos proféticos para quebrar os encantamentos lançados no dia 31 de outubro, como se fosse uma espécie de magia branca para ajudar a Deus a anular o poder das trevas. Mal sabem eles do contexto histórico da igreja da qual eles pertencem. E, infelizmente, nem seus pastores sabem, pois se soubessem não repetiriam os erros doutrinários do passado.

Quando a Igreja realmente conhecer sua história, sua origem, não mais servirá de pasto para lobos. Mas na Igreja, assim como no mundo, o conhecimento é ocultado e roubado do povo para melhor manipulá-lo aos interesses dos poderosos.

Que o sacrifício de Jan Huss, de milhares de verdadeiros cristãos e dos reformadores não tenha sido em vão. Acorda, Igreja, pois Jesus está à porta e bate!!!

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: