Uma estrangeira no mundo

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Uma análise sobre o uso de verbas públicas nas “Marchas para Jesus” parte 2: o caso de São Paulo


Leia também Uma análise sobre o uso de verbas públicas nas “Marchas para Jesus”.

“Os seus sacerdotes violentam a minha lei, e profanam as minhas coisas santas; não fazem diferença entre o santo e o profano, nem discernem o impuro do puro; e de meus sábados escondem os seus olhos, e assim sou profanado no meio deles.” – Ezequiel 22:26

Nessa segunda parte, o foco será o estudo de caso da Marcha para Jesus de São Paulo edição 2017, no que tange ao recebimento de verbas públicas para sua realização.

Todos os anos, os vereadores enviam emendas ao Projeto de Lei Orçamentária do Município. São pedidos diversos de verba: ajuda a hospitais, escolas, eventos culturais, parques, atividades esportivas, etc. Esses pedidos são analisados e, caso aprovados, passam a fazer parte do Projeto de Lei.

Na cidade de São Paulo temos, para 2017, o PL 509/2016, que trata do orçamento do município. Nele estão previstos todos os gastos possíveis, respeitando-se a receita disponível. Segundo o Parecer 1698/2016, foram propostas 6366 emendas para o orçamento paulistano de 2017, contempladas no todo ou em parte, dispostas em 214 páginas. E, entre essas emendas, uma que nos chama especial atenção: a que define uma verba de 800 mil reais para a realização da Marcha para Jesus de São Paulo 2017 através da emenda E59 MAIS 800 mil para a infraestrutura e serviços utilizados no evento, através da emenda E1066, totalizando 1 milhão e seiscentos mil reais.

Vejamos as páginas 77 e 78, na qual consta as autorizações de verbas públicas para a Marcha para Jesus paulistana:

2017-05-09

2017-05-09 (1)

Na primeira imagem (a título de exemplo) do parecer temos como maior valor justamente os 800 mil para a Marcha para Jesus. Dividem a página a verba de 100 mil reais para apoio à realização de diversos eventos do calendário municipal, 200 mil para campanhas e eventos do interesse da cidade, 70 mil para infraestrutura para realização de eventos da SVMA e 145 mil para infraestrutura de 2 feiras culturais e um evento católico.

A diferença de verbas assusta? Infelizmente, vai assustar ainda mais.

A seguir, pinçamos alguns outros exemplos de emendas para melhor demonstrar que a Marcha para Jesus, embora sendo um evento religioso, conseguiu um valor muito superior ao direcionado a outros setores do município (tudo pode ser comprovado no site do Parecer do Projeto de Lei Orçamentária de São Paulo 2017):

E4513 – Compra de Material Permanente para o Hospital Municipal do Tatuapé Dr.Carmino Caricchio, Av. Celso Garcia, 4815 – Tatuapé: R$ 300.000,00

E1435 – Aquisição de Equipamentos para o Hospital Municipal Professor Doutor Alípio Correa Netto – CNPJ: 46.392.148/0026- 78: R$ 100.000,00

E87 – Contratação de Serviços e Equipamentos para Realização de Eventos (Palco, Iluminação, etc): R$ 500.000,00

E592 – Reforma e Acessibilidade de Passeios Públicos: R$ 800.000,00

Ainda não está chocado(a)?

E1341 – Urbanização de Favelas, Obras e Serviços em Prol da População de São Paulo: R$ 1.000.000,00 (já pensou se fosse R$ 2.600.000,00 quantas pessoas mais poderiam viver em melhores condições?)

E1472 – Construção de Moradias Populares por Autogestão: R$ 20.000,00 (não, não estão faltando zeros. São apenas 20 mil para a construção de casas em regime de mutirão na cidade de São Paulo – já pensou se fosse R$ 1.620.000,00, quantas pessoas seriam beneficiadas?)

E598 – Melhoria da Qualidade e Ampliação do Acesso à Educação na Rede Municipal de Ensino: apenas R$ 200.000,00

E123 – Campeonato Paulista de Karatê – Adulto – Federação Paulista de Karatê: R$ 168.181,00

Há uns 2 meses, passando em frente ao Shopping Plaza Sul vimos alguns rapazes de quimono fazendo “pedágio” no semáforo. Eram integrantes da Seleção de Karatê, qualificados para participar de um campeonato no exterior, porém sem dinheiro para as passagens. E estavam ali, pedindo para cada motorista qualquer quantia que os pudesse ajudar. E não custa lembrar que esses mesmos garotos – e muitos outros de outros esportes também esquecidos – estarão se desdobrando para representar o Brasil nas próximas Olimpíadas.

E1359 – Realização de Projeto de Cursos de Qualificação Profissional, a Serem Realizados em Entidades, em Parceria com Entidades Sociais: R$ 400.000,00

E3841 – Atendimento a Crianças e Adolescentes em Situação de Rua: R$ 750.000,00

E3929 – Parada LGBT Anual do Município: R$ 30.000,00

E1163 – Fornecimento de Infraestrutura e Serviços para Realização dos Eventos 24ª FESTA DAS NAÇÕES no Cangaíba Lei 15.927/2013, FESTA JUNINA no Cangaíba Lei 16.038/2014 e 5ª FESTA ARRAIAL SÃO JOÃO nas ruas do Brás Lei 15.785/2013: R$ 170.000,00

Veja a diferença… Para a “infra” da Marcha para Jesus, 800 mil. Já a “infra” de 3 festas católicas, com duração de mais de um dia cada, tem o gasto de R$ 170.000,00.

Alguma coisa está errada, não?

marcha

Bom, na Marcha para Jesus há um palco para apresentação dos artistas gospel e há os trios-elétricos, cobertos com fotos do casal Apóstolo (?) Estevam e Bispa (???) Sonia Hernandes e outros pastores. Normalmente, uns dez trios-elétricos, entre os luxuosos estilo Carnaval de Salvador e os mais simples, bem pequenininhos mesmo. Ligamos para uma empresa que aluga trios-elétricos para ter uma noção de preço. Um trio com 12 metros sai por volta de 6 mil reais por um período de 6 horas. Já se tiver 24 metros custará cerca de 12 mil reais. Supondo por alto (bem por alto) 10 trios de 24 metros, o gasto seria em torno de 120 mil reais.

Não chegamos a pesquisar montagem de palco, mas não creio que saia mais do que uns 500 mil reais.

Assim, daria uns 620 mil reais por alto. Haveria um troco dos 800 mil de “infra”, que pagaria – e muito bem!!!! – todos os cachês de todos os artistas gospel que estarão “louvando a Deus” no evento.

E ainda sobram os outros 800 mil reais. Como as camisetas da Marcha são bem pagas e tudo na Marcha é vendido ou patrocinado, não conseguimos usar de criatividade para entender no quê esse valor restante será gasto. Mas enfim…

A verdade é que o uso de verbas públicas em eventos religiosos pode ser legal (no caso em estudo, as verbas estão previstas no Orçamento), mas é imoral. É imoral porque vivemos um momento de crise (e mesmo se não o vivêssemos), sendo pelos próprios ensinos de Cristo necessário cuidar dos mais necessitados, ao invés de fazer espetáculo pelas ruas para demonstrar poder pela força numérica e pelo alto volume das músicas entoadas. É imoral porque a Marcha para Jesus tem dono, foi patenteada pelo Apóstolo (?) Estevam Hernandes e pertence a ele, servindo para sua afirmação espiritual e política sobre a multidão. É imoral porque Jesus, que dá nome à Marcha, nunca buscou holofotes e poder político, mas se despiu de Sua Majestade para caminhar no meio de nós.

marchario

E falando em caminhar, onde Jesus estaria na Marcha que dizem ser Dele?

Talvez estivesse caminhando entre a multidão, enquanto Herodes e os sacerdotes estariam no alto dos trios-elétricos. Talvez Jesus não acompanhasse toda a Marcha, pois estaria ocupado ajudando aqueles com dificuldades na caminhada. E talvez, se mesmo assim chegasse ao lugar do palco principal, pegaria seu chicote e repetiria a cena que se deu no templo.

As igrejas deveriam ser as primeiras a não lesarem o Erário. Afinal, são entidades isentas da cobrança de impostos. Mas os lobos em pele de cordeiro não se escandalizam em desviar recursos que poderiam ser utilizados na promoção do bem comum. O importante, para eles, é satisfazer seus próprios ventres.

geraldo-alckmin-assina-a-lei-estadual-da-marcha-para-jesus-46

Mas aí alguém vai dizer que quem fez as emendas foram os vereadores, políticos eleitos pelo povo.  E aí vemos, na prática, o porquê de grandes igrejas se empenharem tanto para eleger os políticos amigos. A união Igreja-Estado já se mostrou virulenta desde os tempos de Constantino e os lobos continuam apostando nessa nefasta parceria.

É ultrajante e vergonhoso ver tantas pessoas desempregadas, endividadas, vivendo em condições precárias ou mesmo nas ruas, ver doentes jogados em macas nos corredores de hospitais, ver crianças tendo roubado o seu direito de estudar e brincar, e ao mesmo tempo ver que no dia 15 de junho de 2017 haverá um Carnaval Gospel pago com dinheiro que poderia mudar a vida de muita gente. Como cristãos estamos profundamente enojados de tudo isso.

14jul2012---marcha-para-jesus-realizada-em-sao-paulo-1342291590213_956x500

Não foi fácil revirar todo esse lixo para trazer esse artigo a vocês, mas é necessário. Que o Remanescente possa bradar contra toda essa abominação feita em nome do Santo Santo Santo Deus. Que a verdadeira Igreja se diferencie das demais por seu amor, sua justiça e sua ética cristã. Que os valores de Cristo se sobreponham aos ilusórios valores deste mundo.

Que sejamos Sal e Luz para este mundo, não aproveitadores covardes de recursos que pertencem a todos, e não apenas à nossa comunidade.

Que quem veja a nós, veja a Cristo.

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

A DEUS toda a honra e toda a glória para sempre.

 

“Eis que esta foi a iniqüidade de Sodoma, tua irmã: Soberba, fartura de pão, e abundância de ociosidade teve ela e suas filhas; mas nunca fortaleceu a mão do pobre e do necessitado.” – Ezequiel 16:49

Anúncios

Um comentário em “Uma análise sobre o uso de verbas públicas nas “Marchas para Jesus” parte 2: o caso de São Paulo

  1. Marcos (Cadeirante)
    13/05/2017

    Conheço bem esta realidade da saúde e vejo pessoas morrerem por falta de verbas nos hospitais, os médicos até querem ajudar as pessoas, mas estão com “as mãos atadas”. E para agravar, igrejas usurpam do dinheiro público ao invés de cobrar que as autoridades façam bom uso dele.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: