Uma estrangeira no mundo

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim." – Jo 15.18

Flordelis, Pr. Everaldo, Pe. Robson e o outro Senhor


Essa semana, o Brasil ficou chocado com pelo menos três grandes escândalos envolvendo sacerdotes cristãos (católicos e evangélicos). No domingo, o programa Fantástico escancarou a corrupção envolvendo a construção do Santuário ao Divino Pai Eterno, obra faraônica capitaneada pelo Padre Robson de Oliveira Pereira, com desvios de dinheiro (oriundo da suada oferta dos fiéis) na ordem de 120 milhões de reais. Numa das luxuosas casas do padre, havia uma piscina no meio da sala. Além disso, o padre se dizia alvo de um “hacker”, para o qual dava quantias expressivas de dinheiro em troca do silêncio. E esse hacker disse que o delegado do caso ficou com 165 mil da extorsão. Após a reportagem, o padre foi afastado de suas funções sacerdotais e responderá a inquérito.

Na segunda, dia 24, é a vez de estourar o escândalo Flordelis. Após um ano de investigações, concluiu-se que a morte de seu esposo Pr. Anderson foi feita a mando da cantora gospel e deputada federal, com a participação de seis de seus filhos e uma neta. Há indícios de que havia tentativas anteriores de assassinato por envenenamento e até contratação de um matador de aluguel. A motivação do crime, segundo as investigações, foi o fato do Pr. Anderson controlar a família e todo o dinheiro arrecadado no Ministério Flordelis, atual Comunidade Evangélica Cidade do Fogo. Também foram divulgadas informações bizarras, como a de que o Pr. Anderson teria sido um dos adotados por Flordelis, depois namorado de uma das filhas biológicas da cantora e só depois ter se tornado marido de Flordelis. Além disso, há a hipótese do casal ter ido a uma casa de swing na noite do assassinato e da deputada manter relações sexuais com outro dos filhos adotados.

Ontem, dia 28, foi a vez do Governador do RJ Wilson Witzel ser afastado de suas funções e do Pr. Everaldo ser preso, junto com seus dois filhos, por desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro. Witzel é filiado ao PSC (Partido Social CRISTÃO), do qual o Pr. Everaldo (que já foi até candidato a presidente da república) é o presidente nacional. Aliás, esse impastor foi quem batizou o então candidato a presidente Jair Bolsonaro nas águas do Rio Jordão. Segundo o Jornal Nacional, “os procuradores afirmam que Pastor Everaldo criou uma caixinha para arrecadar o dinheiro da corrupção. Ele cobrava um pedágio de fornecedores que tinham pagamentos a receber do governo e, ele, além de direcionar a contratação de organizações sociais para a Saúde, montou um esquema que contava com a participação de dois filhos.”

Em uma semana, três grandes escândalos para o cristianismo brasileiro. E qual motivação liga as três histórias?

DINHEIRO.

Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito.
Pois, se nas riquezas injustas não fostes fiéis, quem vos confiará as verdadeiras?
E, se no alheio não fostes fiéis, quem vos dará o que é vosso?
Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro, ou se há de chegar a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. – Lucas 16:10-13

O Pe. Robson não se corrompeu quando viu entrar milhões em ofertas para a construção do nababesco Santuário Divino Pai Eterno. A Pra. Flordelis não se corrompeu quando viu seu também ganancioso esposo Pr. Anderson decidir sobre os rumos dos altos valores recebidos por em sua igreja e através dos shows gospel e verbas parlamentares. O Pr. Everaldo não se corrompeu após a eleição de Witzel ao governo do Rio.

A corrupção já estava lá. O joio já crescia em meio ao trigo. Penso que eles já deviam ter uma ética “relativa”, que variava de acordo com os benefícios que poderiam advir, mas que se camuflava perfeitamente diante dos trajes sacerdotais católicos, diante da aparente generosidade em adotar tantas crianças de rua, diante da pomposidade do terno e da liderança política e eclesial.

Quem não é fiel no pouco, não será no muito. Um abismo chama outro abismo, ainda maior, mais rico, mais luxuoso, mais poderoso. E Mamom fornece tudo isso.

E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo.
E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero.
Portanto, se tu me adorares, tudo será teu. – Lucas 4:5-7

Dinheiro, em aramaico, é Mamom. Alguns personificam Mamom como o deus da riqueza, o deus do dinheiro. Jesus, quando alertou sobre a impossibilidade de servirmos a Deus e ao dinheiro, quis dizer que a ganância pelo dinheiro nos impossibilita de prestar amor ao próximo e a Deus. Afinal, se quero mais para mim, terei que tirar do meu próximo, pois o dinheiro é um bem limitado. E assim deixarei de amar ao próximo, amando a mim e ao meu bem-estar em primeiro lugar. E como a idolatria vai num crescente, apenas meu bem-estar não será o bastante. Será preciso mais, mais, mais, não importa o que eu precise fazer para isso. Um abismo chama outro abismo.

A Bíblia relata uma única passagem onde Jesus, o Cristo, saiu do sério. E não foi quando viu um homossexual, uma prostituta, uma mulher adúltera ou alguém de outra religião:

E estava próxima a páscoa dos judeus, e Jesus subiu a Jerusalém.
E achou no templo os que vendiam bois, e ovelhas, e pombos, e os cambiadores assentados.
E tendo feito um azorrague de cordéis, lançou todos fora do templo, também os bois e ovelhas; e espalhou o dinheiro dos cambiadores, e derribou as mesas;
E disse aos que vendiam pombos: Tirai daqui estes, e não façais da casa de meu Pai casa de venda.
E os seus discípulos lembraram-se do que está escrito: O zelo da tua casa me devorou. – João 2:13-17

Acho muito difícil o caminho de volta para alguém que se utiliza do Evangelho para enganar e enriquecer. Mas aí me lembro do Benny Hinn, que tempos atrás disse se arrepender de ter pregado a Teologia da Prosperidade, com a qual enriqueceu. E me lembro também de Marjoe Gortner, que desde criança foi treinado rigidamente pela mãe para ser uma “criança pastora”, foi crescendo e descobrindo a graça em se ganhar dinheiro fácil e passou a enganar os fiéis nos cultos. Porém, cansado dessa vida, fez um documentário contando como agia:+ o filme Marjoe, que ganhou o Oscar em 1972. Um trecho de 25 minutos pode ser visto abaixo:

Na Bíblia, temos a história de Zaqueu, um cobrador de impostos corrupto. Ele quer ver Jesus, mas é de baixa estatura. Então sobe numa árvore. Porém, antes de ver Jesus, Jesus já o havia visto, já tinha visto o arrependimento em seu coração.

E eis que havia ali um homem chamado Zaqueu; e era este um chefe dos publicanos, e era rico.
E procurava ver quem era Jesus, e não podia, por causa da multidão, pois era de pequena estatura.
E, correndo adiante, subiu a uma figueira brava para o ver; porque havia de passar por ali.
E quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa.
E, apressando-se, desceu, e recebeu-o alegremente.
E, vendo todos isto, murmuravam, dizendo que entrara para ser hóspede de um homem pecador.
E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado.
E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão.
Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido. – Lucas 19:2-10

O verdadeiro arrependimento para quem entra no terrível caminho do uso do Santo Nome de Deus para enriquecimento passa pela renúncia a esse estilo de vida e à restituição dos que foram espoliados. Por isso o caminho de volta é tão difícil.

Não se pode servir, ao mesmo tempo, a Deus e às riquezas. E não sou eu quem ensina isso.

Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína.
Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.
Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão. – 1 Timóteo 6:9-11

Que Deus tenha misericórdia dos Robsons, Floresdelis e Everaldos dos nossos dias.

Que Deus tenha misericórdia dos fiéis que hoje se sentem enganados e traídos em sua fé.

Que Deus tenha misericórdia das crianças e adultos que pareciam ter um lar, mas que viviam num inferno de acepção de pessoas e de lutas por ganância e poder.

Que Deus tenha misericórdia de mim e de você.

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

A DEUS toda a honra e toda a glória para sempre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Navegação

%d blogueiros gostam disto: